Poesia

In Poesia

Poesia: deleite-se ou delete-me (27.11.15).

 

Maraãvilhosos,

Capa 0

 

(Imagem zabroskiana).

Imagens legais (sabedorias consolidadas):

 

Tolerância

 

 Quem cria tudo

 

 Meio ambiente

 

Estude

 

Democracia e amor

 

Conhecimento ser para

 

Abraços,

 

Osório

 

POEMEMOS:

 

Passas sem ver teu vigia

Catando a poesia

Que entornas no chão”.

 

 

Autor: Chico Buarque, “As vitrines”.

 

 

Site Parceiro

tercio

Você está aqui: Home Poesias Poesia: deleite-se ou delete-me (27.11.15).